Cobrança e Execução de Título

A cobrança de um título pode ser feita tanto em nível judicial quanto em nível extrajudicial.

Além disso, a cobrança é um instituto legal que serve para garantir o cumprimento de uma obrigação ou de uma responsabilidade civil oponível a um cidadão ou a uma empresa.

Dessa forma, antes de o credor do título buscar do judiciário para cobrar o que lhe é de direito, vale consultar um advogado para saber se na via extrajudicial também há potencial de satisfazer sua necessidade, pois uma cobrança extrajudicial pode ser mais rápida e simples de ser resolvida que uma cobrança judicial.

Na via extrajudicial, o advogado confecciona uma notificação extrajudicial detalhando o crédito de seu cliente e envia aos cuidados do devedor, dando-lhe prazo para quitação, de modo que tal notificação extrajudicial, uma vez recebida pelo devedor, passa a ter a qualidade de título executivo.

Assim sendo, caso não haja a quitação na via extrajudicial, o credor usa essa notificação extrajudicial e reduz, de forma aproximada, pela metade o tempo de cobrança na justiça, pois o advogado juntará ao processo o referido título executivo e partirá para uma fase final do processo, que é a de execução, a qual não precisará discutir termos iniciais de negócio jurídico, pois o título já se tornou líquido, certo, exigível e, portanto, exequível (ou executável) por meio da notificação extrajudicial.

Ficou com alguma dúvida? Deixe para nós a sua pergunta ou o seu comentário.

Nós teremos maior prazer em atendê-lo.

contate-nos para mais informações